sábado , 18 novembro 2017
Você está aqui: Capa » Pastoral de Hoje » O primeiro amor

O primeiro amor

Tenho, porém, contra ti que deixaste a tua primeira caridade (Apocalipse 2.4 – ARC)

O Senhor Jesus ao alertar a igreja de Éfeso demonstrou sua indignação por tê-la abandonado a primeira caridade, isto é, o primeiro amor. Essa era uma igreja valorosa. De acordo com as informações da carta (Ap 2.2 e 3) possuía zelo doutrinário, tinha critério na seleção de obreiros, era paciente e desenvolvia trabalho árduo e dedicado ao Senhor. Porém faltava o primeiro amor.

A igreja precisa ser movida pelo amor. O amor de Deus e a Deus. Se faltar o amor o trabalho perde o seu significado o zelo doutrinário torna-se um peso e a seleção de obreiros criteriosa não passa de preocupação com a organização eclesiástica.

É necessário o primeiro amor.  Isso significa priorizar o amor como sendo a mola mestra de todas as nossas ações, como ensinado em I Coríntios 13. Primeiro amor não significa necessariamente o momento apaixonante do começo da fé, mas a prioridade do Amor, ou a atenção ao Amor Primordial que é o próprio Deus.

O apóstolo do amor disse que Deus é Amor. Toda nossa devoção, trabalho e dedicação devem ser fruto da nossa admiração à Fonte do Amor que é também a fonte da nossa existência e fonte da nossa salvação. Quando o foco não está nele recai em pessoas, coisas e oportunidades e isso trava a vida cristã e emperra nossa espiritualidade.

Precisamos avaliar quem é o grande amor da nossa vida. Ao avaliar de modo responsável é de suma importância que tenhamos em mente o que foi dito ao povo de Deus no passado: “Amarás, pois, o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu poder” (Dt 6.5).

Retomar esse amor é saúde para nossa vida espiritual. É estar inteiro na presença de Deus. Voltar ao primeiro amor é tornar Cristo como o centro das nossas atenções e fazer tudo para a glória do Seu nome.

“Portanto, quer comais, quer bebais ou façaisoutra qualquer coisa, fazei tudo para a glória de Deus”.

Sobre Pr Samuel Suana

Samuel Suana, marido de Marta Maria da Silva Suana e pai de Flórence da Silva Suana e de Asaph da Silva Suana. É pastor da Igreja O Brasil para Cristo em Pindamonhangaba–SP. Bacharel em Teologia (IBAD), Graduado em Pedagogia (UNITAU), Licenciado em Educação, com especialização em Didática do Ensino Superior (FASC) e Psicologia Pastoral (CEM).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Scroll To Top